Nossas redes sociais

Quais são as vantagens de você regularizar suas vendas no e-commerce?

Se você é um empreendedor autônomo, é comum surgir dúvidas assim: “Como regularizar minhas vendas no e-commerce?”, afinal de contas, nem sempre dá para começar com um CNPJ e outras regras tributárias em dia né?

Entretanto, assim como qualquer tipo de empreendimento físico, um e-commerce também precisa de:

  • Registro de um CNPJ;
  • Seguir todos os procedimentos de registro na Junta Comercial;
  • Conseguir a liberação da Prefeitura do município.

Além de transmitir maior confiança aos seus clientes, conseguir ajustas as suas vendas também gera segurança jurídica, seguindo todas as normas.

Assim, neste post iremos abordar tudo o que você precisa compreender sobre o processo de regularização do seu e-commerce e como ele funciona.

Vamos lá?

Quais são as vantagens de você regularizar suas vendas no e-commerce?

Muitos empreendedores iniciantes pensam muito nos pontos negativos de se abrir um CNPJ para poder regularizar as vendas no e-commerce, entretanto, os pontos positivos são:

– Você pode emitir notas fiscais:

Através de um CNPJ a sua empresa consegue controlar o que está saindo e entrando da empresa ao emitir as notas fiscais.

Inclusive, se você quer já saber quais erros você não pode cometer ao emitir notas fiscais, clique aqui.

Além disso, é possível recolher o INSS através do guia de imposto para os microempreendedores.

Assim, você consegue controlar melhor os gastos e entender o funcionamento do seu fluxo de caixa.

– Ao regularizar minhas vendas no e-commerce é possível dar uma identidade ao negócio:

Através do seu CNPJ, você consegue fazer compras com fornecedores, emitir nota fiscal aos clientes, aumentando a credibilidade da empresa.

– Permite financiamentos e empréstimos diferenciados:

Com um CNPJ os bancos e outras instituições financeiras conseguem oferecer uma linha de crédito melhor, além de financiamentos e empréstimos interessantes.

Assim, através de um valor emprestado, você pode investir na compra de mercadorias, no pagamento de fornecedores e outros tipos de custos.

– Passa maior credibilidade aos clientes:

Quando os clientes entendem que estão comprando de uma empresa que é formalizada, gera muito mais empatia, segurança aos consumidores e também confiança.

Como regularizar minhas vendas no e-commerce

– Registro na junta comercial:

A primeira coisa que precisa ser feita para você conseguir regularizar as suas vendas no e-commerce é fazer o registro dele na junta comercial.

Nesse caso, você vai precisar criar um nome fantasia para a sua empresa.

Assim, o ideal é que vá registrar a empresa com três opções de nome, para o caso de existir uma com um dos nomes que deseja.

Se na sua cidade não tem uma junta comercial, o registro acontece no Cartório de Pessoas Jurídicas.

Com o registro feito, a sua empresa irá existir de maneira oficial.

– Para regularizar minhas vendas no e-commerce é preciso fazer um alvará de funcionamento e de localização:

O alvará de funcionamento do e-commerce é essencial para que você consiga regularizar as vendas, de acordo com a lei.

Esse documento trata-se de uma autorização que vai te dar a permissão para começar a vender, mesmo que as vendas sejam online.

O pedido é feito na prefeitura da sua cidade, mas, antes de ter o seu alvará você vai precisar comprovar que o local tem todas as condições para começar a funcionar.

Cada cidade tem uma exigência, pois, varia muito de cada Estado, município e do tipo de e-commerce que você tem.

– Faça a inscrição estadual:

Agora que você conseguiu o registro da sua empresa e o alvará, o próximo passo para regularizar as vendas do e-commerce é fazer a inscrição estadual.

Normalmente, a inscrição estadual vem junto com o CNPJ, já que muitos estados têm um “convênio” com a Receita Federal, assim, você tira o dois de uma única vez.

Nesse caso, mesmo que a sua empresa seja um e-commerce é preciso dessa inscrição, pois, ele é qualificado como um comércio, mesmo que seja online, pois, a empresa vai precisar ser inscrita no ICMS – Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços.

Além disso, nessa etapa é preciso saber se a sua empresa irá atuar com:

  • MEI;
  • Simples Nacional;
  • Lucro presumido;
  • Lucro Real.

– Para regularizar minhas vendas no e-commerce é preciso tirar as inscrições e licenças:

Inscrições e licenças de órgãos de vistorias são fundamentais para a sua empresa poder funcionar.

A dificuldade de obter esse documento vai depender de diversas coisas como:

  • O órgão que você vai precisar contatar;
  • O tipo de comércio que você pretende abrir.

Algumas empresas vendem alguns produtos pela internet que precisam, por exemplo, de autorização das Forças Armadas, por venderem eletrônicos com produtos químicos.

As principais licenças que uma empresa precisa ter para funcionar são:

– Licença Sanitária:

Esse tipo de licença é exigido principalmente por empresas que atuam com produção e armazenam:

  • Medicamentos;
  • Alimentos;
  • Cosméticos.

– Licença ambiental:

A licença ambiental é obtida pelo município, estado e pelo Ibama e é exigido para as empresas que produzem ou armazenam produtos ligados a atividades:

  • Têxtil;
  • Química;
  • Calçados;
  • Indústrias;
  • Agropecuárias.

Além disso, a vistoria mais comum é a de normas de segurança, obrigatório para quase todas as empresas e realizada no Corpo de Bombeiros.

Por fim, não poderíamos deixar de mencionar a importância de ter um sistema de integração com todas as suas plataformas de vendas juntas, seja site ou Marketplace, pois assim, é muito mais simples realizar a gestão de vendas.

É interessante que em algum momento desse processo você busque por uma equipe de contabilidade especialista em e-commerce para poder regularizar suas vendas, pois, além de te ajudar a controlar os gastos é possível minimizar o pagamento de taxas e tributos, a partir do gerenciamento correto do seu negócio.

Entre em contato conosco agora para fazermos uma avaliação do seu negócio.

Outros conteúdos

Gostou do conteúdo?

Nossa equipe é especializada e capacitada para atender sua empresa. Entre em contato com um de nossos consultores.