Assim como iniciar qualquer negócio, aprender como abrir um e-commerce nem sempre é fácil. Porém, essa pode ser uma excelente alternativa para quem deseja ter seu próprio negócio.

Dependendo de seus objetivos, pode fazer sentido iniciar um negócio de comércio eletrônico. Afinal, sem a necessidade de um local físico, as empresas de e-commerce oferecem maior flexibilidade, acessibilidade e oportunidade para muitos empreendedores. 

Então, como exatamente você deve abrir um e-commerce? Essas dúvidas tiramos no artigo a seguir. Confira!

Como criar um e-commerce

Embora existam diferenças notáveis ​​em iniciar um e-commerce em comparação com iniciar um negócio tradicional – também existem várias semelhanças. Como verá a seguir, muitas das etapas legais e de planejamento que você precisará realizar seguirão o mesmo processo (mais ou menos) que qualquer outra empresa. 

No entanto, quando chegar a hora de iniciar sua operação, você verá como pode ser diferente iniciar um e-commerce.

1. Encontre um nicho

O primeiro passo para aprender como iniciar um negócio de comércio eletrônico é realizar as pesquisas necessárias. Assim como se você estivesse abrindo um restaurante e procurando por diferentes locais, opções de comida e temas, você vai querer investigar a área de e-commerce na qual está interessado e tomar algumas decisões em relação ao seu negócio específico.

Por exemplo, você vai querer considerar o que exatamente seu negócio de e-commerce vai oferecer. Você estará vendendo produtos ou serviços? Se você vende produtos, eles são físicos ou digitais? Onde você obterá seus produtos? Ao longo dessas linhas, você também vai querer pensar sobre o tipo de modelo de negócios que deseja empregar — você oferecerá produtos individuais, pacotes, assinaturas ou algo mais?

Além disso, você também desejará pensar em uma escala mais ampla durante esse processo: como você levará seus produtos ou serviços aos clientes? Como serão seus custos iniciais? 

Essas linhas de questionamento, entre outras, serão parte integrante do início do seu negócio e o ajudarão a começar a criar e escrever o seu plano de negócios. Este processo lhe dará uma noção melhor de seus objetivos específicos e como você vai alcançá-los. Particularmente no espaço de e-commerce, uma parte importante desta etapa é encontrar seu nicho.

Leia também::: Como fazer a gestão de um e-commerce?

2. Escolha uma plataforma

Outra etapa importante é a escolha pelo site ou plataforma que seu e-commerce estará hospedado. 

Como uma loja física, este site será a cara do seu negócio — é o que seus clientes verão primeiro e o que usarão para navegar e comprar seus produtos ou serviços. Com isso em mente, criar seu site será uma das partes mais importantes para iniciar seu negócio de comércio eletrônico. Você deve considerar alguns pontos diferentes ao desenvolver sua vitrine online.

Primeiro, você vai querer pensar sobre o seu nome de domínio. Você vai querer que o seu nome de domínio (pelo menos aproximadamente) corresponda ao nome da sua empresa. 

Ao longo dessas linhas, e talvez sua decisão mais significativa será escolher uma plataforma de e-commerce. Seja um software tudo-em-um, como Shopify, ou uma plataforma de código aberto, como Magento, sua plataforma de e-commerce será a base que você usará para construir e desenvolver sua loja online.

A maioria das plataformas de comércio eletrônico não apenas permite que você crie e lance sua loja online, mas também personalize seu design, adicione seu domínio (ou compre um), gerencie estoque, receba e envie pedidos, receba pagamentos e muito mais.

3. Fornecer ou desenvolver (e listar) produtos

Depois de escolher sua plataforma de e-commerce e iniciar seu site, você quase alcançou o final do processo. Nesse ponto, você precisará realmente fornecer os produtos que vai vender. 

Você já deve ter pensado em como proceder neste processo quando realizou sua pesquisa na etapa um. Você pode fazer seus próprios produtos, adquiri-los de distribuidores ou — se estiver vendendo seus próprios serviços, como consultor, por exemplo, pode simplesmente ter que descrever e listar esses serviços no site de sua empresa.

Se você estiver vendendo produtos, como você pode imaginar, esta etapa será mais complexa, pois você precisará considerar o estoque que deseja iniciar, bem como a aparência desses custos iniciais. 

Você também vai querer ter certeza de reservar um tempo para listar seu inventário em sua loja online — pensando sobre a experiência do cliente, SEO e como o processo funcionará desde o momento em que um cliente compra um produto até quando ele realmente o recebe .

4. Divulgue seu e-commerce

Aí está — você aprendeu como iniciar um negócio de comércio eletrônico. Agora que você tem seus produtos ou serviços preparados e listados em sua loja online, seu site está instalado e funcionando, você está pronto para começar a atender clientes. Para fazer isso, é claro, você precisará comercializar adequadamente seu negócio de comércio eletrônico.

Há uma variedade de estratégias de marketing que você pode decidir utilizar – anúncios do Google, anúncios de mídia social, boca a boca e muito mais. No nível mais básico, você deseja otimizar o site da sua empresa para SEO e aproveitar todas as ferramentas de marketing on-line incluídas em sua plataforma de e-commerce.

Como seu negócio de e-commerce está funcionando e você começa a receber pedidos, você vai querer acompanhar quais táticas de marketing estão funcionando e quais não estão — especialmente se você estiver investindo dinheiro nelas. Conforme o tempo passa, você poderá ajustar e alterar sua estratégia de marketing para encontrar o que funciona melhor para o seu negócio.

Leia também::: 6 Podcasts sobre empreendedorismo

Abra sua empresa

Uma etapa importante para quem deseja abrir um e-commerce é formalizar a empresa. Como mencionamos lá no início, uma empresa de comércio eletrônico é bastante semelhante a qualquer outra empresa, e isso requer também sua legalização.

Nesse sentido, o ideal é contar com o apoio de uma contabilidade, preferencialmente que tenha experiência em e-commerce. Afinal de contas, é preciso compreender as legislações específicas que regem o setor para garantir que você trabalhe dentro da mais correta legalidade.

A Grantime Contabilidade é especialista em e-commerce e, além de cuidar de todos os aspectos legais para abertura do seu negócio, oferece soluções contábeis, consultivas, fiscais e financeiras para seu comércio eletrônico decolar.

Portanto, agora que você já sabe como abrir um e-commerce, é hora de tirar seu sonho do papel. Siga as etapas que mencionamos acima, e conte com a Grantime Contabilidade para os aspectos burocráticos. Para isso, é só entrar em contato com nossos consultores!